Domingo, 11 de Janeiro de 2009

POESIA - GLÓRIA SANT'ANA

 

ILHA DE MOÇAMBIQUE
 
A treze de Outubro
do meio do mar
uma nova terra
redonda e suave
 
surgida da funda
densa claridade
ali está pousada
na onda que há-de
 
puxar nosso barco
a areia tão clara.
 
É uma ilha toda
com fecho de prata
- sua fortaleza
muito bem lavrada
 
em pálidas pedras
que se transportaram.
 
E palmares e casas
ao pé de outros bairros
descidos na terra
que se amolda e talha
 
para gente negra
tão esbelta e tão grave.
 
(As mulheres compõem
por sobre a paisagem
um estranho contorno
de tonalidade).
 
E tudo parece
estar há muito exacto
para este momento
que vamos marcar
nas ramadas firmes
nas nuvens mais altas
no tempo que fica
por onde passámos.
publicado por cempalavras às 23:52
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. ...

. DIÁRIO IRREGULAR

. ORAÇÃO A DEUS, de VOLTAIR...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

.arquivos

. Outubro 2014

. Julho 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Setembro 2012

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Outubro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

blogs SAPO

.subscrever feeds