Segunda-feira, 26 de Março de 2007

2007 - ANO MIGUEL TORGA

COMEMORAÇÃO DO 1º CENTENÁRIO DO NASCIMENTO DO POETA

COIMBRA, 26 DE MARÇO DE 1971

SAUDADE

                                                     Não digas,
                                                     Não acenes,
                                                     Não te lembres.
                                                     Que se mantenha mudo, hirto e sem memória
                                                     O nosso adeus eterno.
                                                     E que o poeta, do seu negro inferno,
                                                     Cante como puder
                                                     A trágica aventura de encontrar
                                                     E perder, a sonhar,
                                                     O teu aberto corpo de mulher.
                     MIGUEL TORGA, Diário XI, COIMBRA, 1995, p. 1105.
publicado por cempalavras às 23:41
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Domingo, 25 de Março de 2007

EFEMÉRIDES DO DIA 25 DE MARÇO

1223 - Morre o rei D. Afonso II, terceiro rei de Portugal.

1823 - O pintor Domingos Sequeira funda o Ateneu das Belas-Artes.

1824 - D. Pedro jura a Constituição do Império do Brasil.

1886 - Os caminhos-de-ferro portugueses fazem ligação com os de Espanha pelo Norte do país.

1957 - Seis países (França, Alemanha Federal, Itália, Bélgica, Holanda e Luxemburgo) assinam em Roma o tratado que estabelece a Comunidade Económica Europeia (CEE).

1984 - O atleta Carlos Lopes vence em Nova Iorque o Campeonato Mundial de Corta-Mato.

publicado por cempalavras às 18:18
link do post | comentar | favorito

PENSAMENTO

          "O uso excessivo de palavras destina-se, essencialmente, a esconder os nossos pensamentos." - VOLTAIRE, filósofo e escritor francês.
publicado por cempalavras às 18:09
link do post | comentar | favorito

2007 - ANO MIGUEL TORGA

COMEMORAÇÃO DO 1º CENTENÁRIO DO NASCIMENTO DO POETA

S. MARTINHO DE ANTA, 25 DE MARÇO DE 1961

PÂNICO

                                         Olho, aterrado, a grande mesa posta.
                                         Quem presumiu em mim fome tamanha?
                                         Todo o maná sagrado da montanha
                                         Servido lautamente
                                         A um só conviva!
                                         À luz do sol poente,
                                         Numa quase agressiva
                                         Pressa de comunhão, as penedias
                                         São raras iguarias
                                         Dum banquete irreal
                                         De que eu sou comensal
                                         Apenas eu...
                                        Como se um pigmeu
                                        Pudesse devorar num breve instante
                                        A refeição eterna dum gigante!
            MIGUEL TORGA, Diário IX, Coimbra, 1995, p. 875.
publicado por cempalavras às 17:41
link do post | comentar | favorito
Sábado, 24 de Março de 2007

2007 - ANO MIGUEL TORGA

COMEMORAÇÃO DO 1º CENTENÁRIO DO NASCIMENTO DO POETA

COIMBRA, 24 DE MARÇO DE 1962

AGONIA

                                                             Encho de nada
                                                             A concha
                                                             Das mãos vazias...
                                                             Que me pedias,
                                                             Que não posso dar-te,
                                                             Desespero?
                                                             Água de que nascente?
                                                             Pão de que sementeira?
                                                             Queira ou não queira
                                                             A esperança,
                                                             A hora é de secura
                                                             E de miséria
                                                             Por toda a parte...
                                                            Enganar-te?
                                                            Inventar
                                                            Miragens de frescura
                                                            E de fartura
                                                            No deserto da vida?
                                                            De que valia
                                                            Mais essa ilusão?
                                                            O cálix de amargura
                                                            Tem amargura,
                                                            Seja bebida
                                                            Ou não...
                    MIGUEL TORGA, Diário IX, Coimbra, 1995, p. 902.
publicado por cempalavras às 21:16
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 23 de Março de 2007

EFEMÉRIDE

23 DE MARÇO

1842 - Morre, em Paris, o romancista Stendhal que, entre outros, escreveu o romance "Vermelho e Negro" que, era um dos livros que os pouco instruídos agentes da PIDE, levavam das rusgas que faziam às casas das pessoas, por o título 'vermelho' lhes sugerir comunismo.
publicado por cempalavras às 22:41
link do post | comentar | favorito

2007 - ANO MIGUEL TORGA

COMEMORAÇÃO DO 1º CENTENÁRIO DO NASCIMENTO DO POETA

COIMBRA, 23 DE MARÇO DE 1985

CODICILO

                                                           Acrescento
                                                           Que não fui feliz
                                                           Neste grato papel
                                                           De rouxinol humano,
                                                           Ano após ano,
                                                           Sem sossegar e medida,
                                                           A cantar
                                                           Ao luar
                                                           Na árvore da vida.
                                MIGUEL TORGA, Diário XIV, Coimbra, 1995, p. 1442.         
publicado por cempalavras às 21:14
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 22 de Março de 2007

2007 - ANO MIGUEL TORGA

COMEMORAÇÃO DO 1º CENTENÁRIO DO NASCIMENTO DO POETA

A BORDO, 22 DE MARÇO DE 1970

DESCOBERTA

                                                      O tempo que levou a tua imagem
                                                      A encontrar nos meus olhos a medida
                                                      Dum íntimo destino,
                                                      Mar que juntas a patria repartida
                                                      E lhe salgas o nome masculino!
                              MIGUEL TORGA, Diário XI, Coimbra, 1995, p. 1082.

                                                  

publicado por cempalavras às 21:54
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 21 de Março de 2007

2007 - ANO MIGUEL TORGA

"O GRANDE ESCRITOR"

* JOSÉ LANÇA-COELHO

          Sob este título, escreve Mafalda Ivo Cruz uma crónica no "JL" de 14-27 Março 2007, onde fala de um passeio aos Açores e à Madeira, provavelmente no paquete 'Funchal', promovido pelo colégio das Doroteias, onde estudava, no 3º ano do Liceu que, corresponde ao actual 7º ano, e não 9º, como, erradamente, a colunista escreve, o que denota distracção, ou o afastamento da actual vida escolar.
          Conta a articulista que, "ia também, por um acaso do destino. o dr. Adolfo Correia da Rocha, otorrinolaringologista de Coimbra, acompanhado pela sua mulher e filha."
           Mafalda Cruz narra, então, um episódio que, envolveu a sua melhor amiga do momento, de nome Isabel, cuja mãe não permitia o uso da mini-saia e, também, o escritor Miguel Torga. Mafalda e Isabel resolveram subir a bainha da mini-saia desta última. Acabada a tarefa, deixaram a cabine onde executaram essa tarefa e subiram para onde pensavam encontrar as suas companheiras do costume. Ao entrarem, e após Mafalda Cruz perguntar se a amiga não estava gira, respondeu-lhe "um silêncio acabrunhador", a que se juntou a censura do escritor: "E olhou-nos com uma frieza irritada que nos deu imediatamente a dimensão exacta da nossa infeliz patetice e da pobreza do nosso espírito."
          Um pouco depois, a cronista conta que, reparou que a filha do escritor usava "saias pelo tornozelo", para além de a descrever como " uma  adolescente bonita e de cabelo apanhado, que suportava com dignidade o pesado fardo de ter de corresponder às fantasias dele, no que respeitava à imagem daquilo a que devia chamar «uma jovem mulher»."
          Relativamente à saia pelo tornozelo, Mafalda Cruz não fala em datas, mas, se bem me lembro, como dizia o Nemésio, logo após Mary Quant inventar a mini-saia, surgiu a maxi-saia, que cobria as pernas das mulheres até aos sapatos. Não será que a filha do poeta vestia uma saia que estava, tal como a mini-saia, na moda? E assim, como pode a cronista pôr em causa, por um lado, a opinião do "Grande Escritor" relativamente ao conceito de mulher, ele que sempre defendeu a Liberdade em todos os seus vectores e, por outro, a dignidade da sua filha que, como sabemos, tem dado provas de grande independência ao longo da sua vida? Não é qualquer mulher que é presidente da Associação Académica de Coimbra. Aliás, que eu saiba, para além dela, não houve mais nenhuma.
          Mas a crónica que vimos seguindo, tem como objectivo, e aliás, é assim que a mesma termina, salientar o facto da mutação do "grande escritor" em intelectual. Como paradigma da mesma, Mafalda Cruz  aponta como exemplo a sobrevalorização de Sartre relativamente a Victor Hugo. No entanto, o que a cronista não diz, propositadamente?, é que Miguel Torga não era só um "Grande Escritor", mas também um grande intelectual, "engagé" como o foi Sartre e Zola (não se esqueça o seu "J'Accuse" a propósito do Caso Dreyfus), basta recordar a sua luta contra o fascismo, os seus livros apreendidos pela Censura, e a sua detenção no Aljube pela PIDE.
publicado por cempalavras às 22:06
link do post | comentar | favorito

2007 - ANO MIGUEL TORGA

COMEMORAÇÃO DO 1º CENTENÁRIO DO NASCIMENTOI DO POETA

COIMBRA, 21 DE MARÇO DE 1953

EXEMPLO

                                                    Toda a tarde a pensar no meu destino,
                                                    E o rio, com mais água ou menos água,
                                                    Sossegado a correr
                                                    Num areal que o nega !
                                                    Que lhe importa que o chão do seu caminho
                                                    Seja seco e maninho,
                                                    Se ele é uma eterna fonte que se entrega?!
                    MIGUEL TORGA, Diário VI, Coimbra, 3ª ed., 1978, p. 186.
publicado por cempalavras às 21:47
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. DIÁRIO IRREGULAR

. ...

. DIÁRIO IRREGULAR

. ORAÇÃO A DEUS, de VOLTAIR...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

.arquivos

. Agosto 2018

. Outubro 2014

. Julho 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Setembro 2012

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Outubro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

blogs SAPO

.subscrever feeds